Samsung Pay, Google Pay, Apple Pay – Como Funciona? Quais as Vantagens?

Entenda como funciona esse novo jeito de fazer e receber pagamentos. Confira as vantagens para clientes e vendedores!

Antes de falar dessas soluções de pagamentos, precisamos entender sobre a tecnologia NFC (Near Field Communication) ou contactless (sem contato). O funcionamento é muito simples, essa tecnologia usa rádio frequência para aprovar pagamentos bastando aproximar bem pertinho o cartão de crédito ou débito da maquininha de cartão.

Os gigantes da tecnologia Apple, Google e Samsung deram um passo ainda maior, e agora já não é necessário nem usar o cartão de crédito. Baixando algum dos aplicativos das empresas, e caso seu smartphone tenha suporte para NFC, é possível cadastrar seu cartão de crédito ou débito no aplicativo, e assim é possível aprovar o pagamento aproximando o celular da maquininha.

Se a compra for de baixo valor, não é necessário nem digitar a senha, porém cada banco ou cartão define o valor máximo de compra sem senha de acordo com suas políticas internas, portanto pode variar a depender do seu cartão.

Vale lembrar que a maquininha de cartão também deve ter suporte para a tecnologia NFC (Near Field Communication), do contrário de nada adianta seu smartphone estar preparado. Felizmente muitas máquinas das marcas Cielo, Rede, SumUp, GetNet e PagSeguro já possuem essa inovação de fábrica.

Abaixo vamos falar um pouco de cada uma das principais empresas do mercado: Apple, Samsung e Google. Cada uma dessas empresas aceita um número limitado de cartões de banco, e estão aumentando esse número com o passar dos meses.

Apple Pay

Funciona somente em aparelho da Apple, seja iPhone, iPad ou Apple Watch. Já é usado em diversos países do mundo, mas não é comum no Brasil, pois ainda existem diversas limitações de uso.

Para fazer um pagamento com Apple Pay é necessário que o vendedor tenha uma máquina com tecnologia NFC, basta então o cliente aproximar o smartphone da maquineta e pressionar o Touch ID (sensor de impressão digital). O aparelho reconhecerá a impressão digital do cliente e concretizará o pagamento.

Samsung Pay

A grande vantagem do Samsung Pay é que possui duas opções de tecnologia por aproximação, a famosa NFC já comentado no artigo, e também a tecnologia de aproximação MST (transmissão magnética segura, em português), o que permite ser aceito por um maior número de máquinas de cartão.

Para utilizar a Samsung Pay é necessário criar uma Samsung Account (caso ainda não tenha) e validar sua impressão digital. No momento de pagar é possível autorizar o pagamento por PIN de segurança, impressão digital, ou até pela íris.

Mas não são todos os modelos de smartphone Samsung que possuem essa tecnologia, antes de comprar um novo celular da marca verifique as informações na descrição do produto.

Google Pay

Funciona exatamente como seus concorrentes, a máquina de cartão precisa ter a tecnologia de aproximação.

A vantagem é que é mais rápido, pois basta o smartphone estar destravado para que o pagamento seja aprovado, sem necessidade de verificação com impressão digital como o Apple Pay. O Fato de ser uma solução Google, torna o app um dos favoritos para dominar o mercado brasileiro.

Antigamente o aplicativo era conhecido como “Android Pay”, mas após reformulação que adicionou a função “Pagar com Google” (botão de pagamento destinado para lojas virtuais) passou a chamar Google Pay. Portanto a solução serve para pagamentos em lojas físicas e virtuais.

Cliente e lojista pagam algo por aceitar essa tecnologia?

Não! Tanto o cliente que quer pagar com ajuda do aplicativo, quanto o vendedor que deseja aceitar pagamentos com o app não pagam nenhuma taxa para Google, Samsung ou Apple.

Vale lembrar que os vendedores já estão pagando as taxas para a maquininha de cartão, mas isso de nada tem a ver com o apps de pagamentos por aproximação.

E se o cliente perder o celular?

É possível bloquear o aplicativo remotamente acessando sua conta pela internet em qualquer outro aparelho.

É seguro aceitar esse tipo de pagamento?

É uma transação muito segura e confidencial, pois os dados do cartão do cliente não passam pela maquininha, garantindo a segurança do cliente. E como o cartão já está validado pelo aplicativo, a possibilidade de fraude tende a ser menor.

Conclusão: Vale a pena utilizar essa tecnologia como cliente e vendedor?

Para comerciantes:

Do ponto de vista do comerciante, deve-se analisar até que ponto vale a pena investir em uma máquina com tecnologia NFC.

Se seu cliente é bem antenado, ama tecnologia e gosta de pagar do jeito mais moderno possível, considere adquirir uma maquininha com essa tecnologia embutida, assim você não passará vergonha e atenderá seu cliente da melhor maneira.

Podemos indicar diversas maquininhas para esse objetivo como a Moderninha Plus da PagSeguro, a SumUp Total, ou a Mercado Pago Point Smart.

Mas caso esse não seja seu público-alvo ou quase ninguém em seu estabelecimento peça para pagar dessa maneira, não vale a pena comprar uma maquineta mais cara só por causa disso. Seu foco deve ser escolher uma máquina com as melhores taxas e bandeiras para seu estabelecimento, e não apenas por ter tecnologia NFC.

Para clientes:

Já para os clientes, caso seu celular conte com essa tecnologia, vale a pena sim armazenar seu cartão de crédito em um dos aplicativos, pois pode acontecer de você esquecer o cartão de crédito em casa, e seu smartphone vai te salvar nessa situação.

Porém não vale a pena trocar de celular apenas por isso, pois hoje em dia boa parte dos comércios ainda não aceita pagamentos por NFC, além de Apple Pay ser muito restrito no Brasil. Considere pesquisar sobre outras formas de pagamento por celular.

Divulgação de anunciantes: nossas análises e conteúdos imparciais são apoiados por parcerias de afiliados e aderimos a diretrizes rígidas para preservar a integridade editorial.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *